Em bullet journal

Onde fazer seu bullet journal

O bullet journal (ou caderno em tópicos) estourou no Brasil no final do ano e todos estão fazendo, até quem nem ligava para organização. O clássico é em uma caderneta estilo moleskine, pontilhada ou quadriculada mas como é um método que acompanha sua necessidade, as pessoas estão variando em onde fazem seus bujos. Vim aqui detalhar algum dos principais e mostrar os pontos positivos e negativos deles.

Travellers notebook ou A.craft
Foto: @bujolizando no instagram
Já tem 2 resenhas do planner da A.craft aqui no blog mas como bullet journal eu nunca citei no assunto. Eu uso um dos cadernos para anotar algumas coisas do blog, outro caderno pra anotações rápidas e os planners em si mas algumas pessoas compram para bullet journal. Uma das facilidades é que você pode ter um bloco para cada área da sua vida, auxiliando na organização. Eu e muitas pessoas têm preguiça (ou falta de tempo) de desenhar as semanas e pelo A.craft já ter o bloco de planner, agiliza muito. Mas se você gosta de desenhar suas semanas, pode utilizar um caderninho só para seus meses e semanas, outro para estudos, casa, journal etc. Dividindo em categoria é mais fácil encontrar o que procura.
Vantagens e desvantagens:
  • Melhor divisões dos assuntos
  • Bloco de planner semanal para agregar
  • Pastas para levar documentos
  • Tamanho do quadriculado/pontilhado é maior do que o convencional
  • 48 folhas por bloco
  • Dá de criar o próprio caderno em casa (vídeo da fefioratto)
Caderno inteligente ou ARC.
Esse é o modelo que eu uso, que consiste em um caderno com discos em que você pode adicionar ou remover folhas com facilidade. Ele possui uma furação própria mas dá de fazer uma gambiarra em casa facilmente que não atrapalha seu uso. Eu gosto bastante desse estilo de bullet porque eu sou bem chata, se errei algo já quero jogar fora e não gosto de acumular coisas que não são importantes mais lá dentro. Diversas vezes usei para anotar coisas extremamente rápidas e depois joguei fora para não atrapalhar a "beleza" do bullet. Além de poder adicionar freebies da internet, divisórias e acessórios já que é só imprimir e furar. Meu habit tracker eu fiz no illustrator, imprimi e adicionei pois acho extremamente chato ficar fazendo um monte de tabelas.
Vantagens e desvantagens:

  • Poder adicionar e retirar folhas e freebies
  • Mesma facilidade dos planners argolados só que com tamanho compacto
  • Furação diferente (e mais furos)
  • a gramatura tem que ser maior (minimo 90g) para não ficar caindo dos discos
  • Possibilidade de divisão em temas 
Planner argolado
Imagem: @meubulletjournal no instagram
Confesso que fiz por umas duas semanas e desisti, a Maria Lowen está fazendo o seu bullet na sua Filofax então se você quiser ver mais, dá uma passadinha no canal dela. Não gostei de usar porque eu não tenho paciência pra planner argolado, nem sei como me adaptei ao caderno inteligente. Acho grande, sempre erro a furação e morro de preguiça de ficar imprimindo. Só que com o bujo, o máximo que você vai precisar imprimir são folhas novas, a menos que você queira utilizar um misto de bullet com freebies. Você pode adicionar, separar, usar a gramatura que quiser sem nenhum problema.
Vantagens e desvantagens:

  • Pode adicionar folhas e divisórias
  • Mesclar bullet com freebies.
  • Gramatura que quiser
  • O preço dos fichários é geralmente maior que os outros métodos
  • Os fichários A5 são maiores que os cadernos A5

Caderneta ou caderno estilo Moleskine
Imagem: @bujobrazil no instagram
O classico, onde a maioria das pessoas fazem e onde iniciou a historia do bullet lá com seu criador. O problema desse formato, principalmente no Brasil, é a dificuldade de achar cadernos apropriados. Os que tem gramatura alta são no máximo 90g e são hiper caros, quando você acha caderneta de 120g é para sketchbook, ou seja, folhas brancas e poucas. Os cadernos que encontramos aqui são no máximo quadriculados, em lojas online ou em cidades grandes. Moro na capital e não encontro nas papelarias daqui. Os mais utilizados são os da cicero quadriculados, que possuem gramatura 80 (a caneta pode passar pro outro lado) e que custam mais de 50 reais. Outra dificuldade nesses cadernos é que se você utiliza muito, mais rápido terá que trocar, ou seja, mais dinheiro gasto e ainda vai ter que passar as coisas importantes de um caderno pro outro.
Vantagens e desvantagens
Não tem como adicionar ou retirar paginas
Dificuldade em encontrar modelos no Brasil
Suas folhas nunca vão desgrudar (então você  não vai perde-las)
Gramatura baixa
Facilidade em levar na bolsa por ser o mais leve e menor
Um moleskine no Brasil custa mais de 100 reais


Considerando esses tópicos, quais os pontos mais importantes pra vocês? O que procuram em um bullet journal e onde atualmente fazem os seus?

Espero que tenha esclarecido algumas duvidas, não esqueçam de me seguir no instagram: @atravesdalinha









Textos relacionados

0 comentários:

Postar um comentário