Em feminismo Opinião

Nossos hábitos e nossa gordofobia

Queria começar esse texto dizendo que eu não quero mandar na vida de ninguém, minhas intenções em todos os textos são para fazer as pessoas refletirem sobre sua própria vida e atitudes (da mesma forma que eu reflito quando paro para ler um texto). A segunda coisa é avisar que sim, fui gorda por 90% do tempo da minha vida, então tenho propriedade pra falar mesmo achando essa coisa de "lugar de fala" bem idiota mas isso não é o tema do texto, então deixa pra lá.
Relação entre nosso corpo e nossa alimentação, tratar a pizza como Deus quando na verdade nós somos divindades

Hoje vi uma moça pedindo desenhos que representasse mulheres gordas em situações normais, estava chateada pois todos o que achavam era gordas peladas ou comendo. Fiquei pensando e cheguei a conclusão que isso está errado. Gorda também faz compra, gorda também trabalha, gorda também usa vestido longo então por que as representações da maioria dos desenhos ativistas são mulheres gordas e nuas? Eu sei que existe um problema enorme sobre o corpo da gorda e que as fotos nuas são para tentar acabar com isso mas te pergunto: gorda não pode ficar linda e poderosa no uniforme da empresa que ela trabalha?

Outra questão é o costume enorme de dizer "eu sou gorda mas meu colesterol é normal", o meu também é mas vou esperar dar problema pra me cuidar? Aqui a questão não é ser gorda ou não e sim sobre hábitos. Muitas pessoas têm na cabeça que se o exame deu normal, esta tudo bem continuar comendo bacon todos os dias. Como se o exame que ela fez depois de 5 anos chegasse com uma plaquinha dizendo: "pode comer mais besteira, eu deixo". 
Você vai realmente esperar que dê algo errado no seu exame pra cuidar de si? E quando eu digo cuidar, não estou dizendo para emagrecer e sim não comer cheddar e bolo todos os dias. Da mesma forma que acho errado alguém que vive só de batata doce, acho errado alguém que não se alimenta de "comida de verdade". Alimentação é muito mais que prazer e se abastecer, é um ritual, é algo intimo, diz mais sobre sua rotina e decisões do que você pode imaginar.
De todas pessoas do meu convívio, não deve ter nem 5% que cuida do seu corpo, se contar as pessoas que procuram um médico uma vez por ano então, cai pra bem menos. Existe o costume de só buscar o médico quando sofre um acidente ou quando o estoque de remédio da sua casa não deu certo. Isso não é nem de longe saudável, o pior que estamos levando isso como desculpa para continuarmos com nossos hábitos ruins. 
"eu não engordo então vou comer Mc Donalds todos os dias"
"Meu exame deu normal, ano que vem passo a comer cenoura"
Ah, tem também aqueles que só cuidam do corpo nas próximas duas semanas depois que o exame deu errado, mas esses são outro caso a parte, os que comem com refrigerante zero para não engordar.

Outro ponto: você não precisa emagrecer pra se amar, como também não precisa ser gorda para se amar. Muitas pessoas colocam seu peso como forma de definir sua felicidade e muitas julgam a felicidade alheia de acordo com o tamanho da sua calça. Existe coisas ruins sim em ser gordo, existe coisas que se você for magro nunca saberá. Vamos ser sinceros, ninguém vai chegar para você e dizer: "oi amiga, minhas coxas tão em carne viva por isso não vou ai hoje'. 
Já vi meninas que afirmam que a tal gorda foi falsa, que nunca se amou, que nunca foi feliz só porque pregou contra  gordofobia e depois decidiu emagrecer. Primeiro, ninguém precisa ser gordo para achar esse preconceito errado. Segundo, emagrecer não é apenas estética e se for, qual o problema? Se alguém decidiu emagrecer porque acha isso certo, não tem nada de errado. 
Anorexia e bulimia são duas doenças serias, a pessoa emagrecer não significa que ela sofra delas, parem de afirmar isso. Inclusive, pare de dizer que apenas ser gordo é uma escolha, ser magro é escolha da sociedade. Pare de achar que os únicos problemas em ser gordo é não achar um vestido na loja do shopping. Estar MUITO acima do peso faz mal para sua qualidade de vida e a realidade está ai para te provar isso. Não me venha me dizer que existe mulher gordas que correm e são atletas, isso não é comum, a maioria cansa de andar duas quadras. E digo mais: muitas pessoas não-gordas também cansam. Olhe para sua vida, seu circulo de amizades, esqueça os instagram fitness. Na vida real, as pessoas, em sua grande quantidade, estão preocupadas com o preço da gasolina e a prova final da faculdade. Poucas pessoas reais fazem exercício frequentemente, menos ainda pessoas gordas (e muitas delas não fazem pela famosa gordofobia).

Eu poderia resumir todo esse texto em:
- Não espere emagrecer para poder gostar de si
- Não espere o exame dar errado para se cuidar
- Reflita sempre sobre seu modo de vida
- Cheddar é bom mas não ter problema no coração também é

 Créditos: você pode comprar varias coisas com essa estampa aqui (foto)


Textos relacionados

0 comentários:

Postar um comentário