Em amor Pessoal Reflexão textos

Pare de fugir de mim


Acho que você tem medo. Medo de se entregar, medo de eu ficar, medo de eu te deixar. Não quer um nós, nem um eu com outro alguém. Porque quando isso aconteceu, diversas mensagens de desespero pedindo pra recomeçar foram enviadas. Quando eu digo Adeus, você pede por favor não. Quando eu digo sim, você diz tchau.
É como se você tivesse um mecanismo de fuga, um reflexo em seu cérebro que insiste em me afastar todas as vezes. Se estamos bem, em menos de um segundo já estamos mal e nem sequer entendemos o porquê.
Você tem medo de assumir o que quer, mesmo todos sabendo a verdade. Você quer fugir dos seus desejos mesmo sabendo que não consegue controla-los. Você esta sendo fraco, eu estou cansando. As vezes até acredito que é a forma de me testar pra saber até quando eu aguento. Até que ponto meu sentimento é o suficiente para não suportar mais.
Será que me ama a ponto de aceitar meus problemas psicológicos, minha tristeza, minha carência, meus dilemas?
Mas quem sabe um dia me dará valor, acreditará em meus esforços, nos meus abraços e sentirá falta até das minhas brigas. Verá que fui a única, que era real.
Pare de me testar.
Pare de fugir.
Pare de fingir.
A sua boca diz coisas que nenhum de nós quer acreditar. Não teve fim, nunca teve o fim, você não quer o fim. Você só tem medo de sofrer, como se não estivesse sofrendo agora. Mas e dai? Se for fugir de sofrer, é melhor se jogar da janela de sua sala, neste mundo só tem dor.
Ficar adivinhando o futuro não vai salvar sua vida. Eu e você não somos exatas, nenhuma equação sua irá saber o resultado. Nossas variáveis são infinitas, eu sou mais difícil que suas redações.
Fazer o que, eu não nasci pra humanas, nem pra exatas, eu nasci pra você.

- Quer passar o resto da sua vida cuidando dele?
- Quero.

Este texto foi escrito meses antes da publicação, não condiz com a realidade atual da autora.

Textos relacionados

9 comentários:

  1. Que texto forte!!!! Senti teus sentimentos ao ler. Maravilhoso, parabéns.

    www.martinhabarreto.com

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto, adorei! E o melhor de se escrever em primeira pessoa, é que é mais fácil para o leitor se identificar. (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia disso hahahah eu sempre escrevo em terceira pessoa, tenho a mania. Que bom que gostou carol <3

      Excluir
  3. Seguindo a onda da Carol, realmente a parte mais interessante de se escrever textos com tanto sentimento, como este, em primeira pessoa, é o fato do leitor se identificar de prontidão, seja com o todo ou com partes.

    Parabéns pelo texto, e deixo uma pergunta: Hoje, você passaria a vida cuidando dele(s)?

    Abraços,
    Gabriel Coelho
    http://vintevidas.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito linda.
    Bjinhos
    http://www.deliriosdadayse.com.br/

    ResponderExcluir