Você realmente não é obrigado

11:17

Estava aqui curtindo minhas (péssimas) memórias e lembrei da vez em que as pessoas me recriminaram porque eu abandonei "o estagio perfeito" sem motivo algum. Para mim o motivo era "o chefe é babaca e eu não sou obrigada" e para as outras pessoas eram "o mundo não é perfeito blablabla você TEM que aguentar qualquer coisa porque é assim que funciona." Sai de lá sem o "aval" das pessoas, na mesma semana encontrei um emprego com o melhor chefe do mundo, aprendi muito mais e não chegava em casa descaralhada da cabeça. 


A mini historia é só pra começar a filosofar sobre: você realmente não é obrigado. O que mais tem nesse mundo é gente fazendo coisas que não quer/porque alguém quer/porque alguém falou que era o certo, e isso eu considero como a maior burrice do mundo. Levando em consideração que você vai morrer, desperdiçar a vida com coisas que você não quer é o maior nível de trouxidão existente. Palmas pros hippies que abandonam tudo e vão viver do jeito que eles acham certo.
Você não tem que ficar no emprego de merda, você pode arranjar outro melhor. "Ah mas eu não quero passar fome" seu medo está controlando sua vida, se arrisque. Comparo esse tipo de pessoa com a mulher que apanha do marido mas não larga porque está com medo de ter que trabalhar, medo de represália ou porque """"""""está pensando no filho"""""". A diferença ai é que uma é pancada física e a outra é emocional. Viver diariamente em uma situação que não quer é uma bosta, não tentar sair dela é covardia.
Outro exemplo é da pessoa que enfrenta coisas sociais que não está afim porque alguma moral disse que é o certo. Ir a aniversários de tias que não se importam com você, sorrir pro coleguinha de faculdade porque confundem falsidade com simpatia, acompanhar o namorado em mais uma daquelas festas chatas do amigo dele. Sempre há outra opção, existe dois termos importantes ai: a conversa e o foda-se. Ou você explica o que está acontecendo ou mete o foda-se pro que as pessoas tão pensando da sua atitude. O que não vale é se sujeitar ao que não quer sem uma necessidade REAL.


Se desprenda dessas obrigações que estão apenas na sua cabeça e que não te trazem nada de útil. As vezes paz é melhor que salário alto. 

Textos relacionados

0 comentários